Curso de Porcelanato Líquido - Curso online e presencial de Porcelanato Líquido

CENTRAL DE VENDAS

MÍDIAS SOCIAIS

Menu

Qual a diferença entre porcelanato comum e líquido?

Para quem começa a se interar sobre os materiais de construção, é muito comum confundir o porcelanato comum e o líquido, no entanto, suas diferenças são evidentes e é possível dinstingui-los com certa facilidade.

O porcelanato comum é feito de placas cerâmicas sólidas, aplicadas lado a lado com rejunte, ou seja, há uma separação entre elas. Já o porcelanato líquido é uma resina uniforme e impermeável, que abrange toda a área aplicável, sem rejuntes, separações ou emendas.

Apesar do piso liso ser uma das opções mais populares, existem ainda os modelos que tem mais de uma cor e os que tem efeito 3D. Para atingir este objetivo, antes da resina, aplica-se um adesivo ilustrado. O resultado final é uma ilusão de ótica. Desta forma é possível imitar a aparência da natureza, do fundo do mar, obras de arte e outros.

 

Tipos de porcelanato líquido: poliuretano, uretano e epóxi

A resina mais conhecida do porcelanato líquido é aquela constituída pelo epóxi, no entanto, ele também pode ser constituído de outras substâncias como o uretano e o poliuretano. Além das diferenças na composição e na estética final, o processo de aplicação pode ser diferente e inclusive ter particularidades entre um material e outro.

Todas elas possuem ampla resistência química, mas o epóxi não é resistente a raios UV, o que torna inviável a sua aplicação em áreas externas que recebam a incidência de luz. Nestes casos o ideal é usar o poliuretano que é mais resistente aos raios UV e tem uma resistência química maior.

Para áreas internas das residências, o epóxi continua sendo o mais indicado. As outras substâncias são mais voltadas para áreas industriais que podem receber um ataque químico mais forte.

 

Como a aplicação do porcelanato líquido é feita?

O processo de aplicação do porcelanato líquido pode ser simples, mas requer cuidados. Começando pela superfície, o piso original deve ser nivelado antes da aplicação do selador. Após esse processo, com o piso áspero, deverá passar por um processo de limpeza. Com o piso limpo, o selador é aplicado com uma enceradeira para lixar e garantir o nivelamento. Após a secagem, o porcelanato líquido é aplicado com rodo nivelar em toda área, em seguida um rodo “fura-bolha”, feito especialmente para tirar as bolhas de ar que ficam na resina.

A atenção nesta última etapa é essencial, para não deixar marcas, os profissionais usam um sapato especial de prego, que tem pontas metálicas na sola. Suas pontas finas impedem que marcas maiores dos pés fiquem na resina, enquanto o processo de cura não é iniciado, a resina se autonivela. Após a aplicação do porcelanato líquido, geralmente se abre uma janela de 20 a 30 minutos para que imperfeições sejam corrigidas, também é necessário ficar atento com a poeira, pequenos objetos e fios de cabelo, que podem comprometer o resultado final.

 

Fonte: Decor Fácil